Projetos

Grupo de Pesquisa em Saúde Coletiva – Estudo epidemiológico e operacional em doenças transmissíveis e endemias com ênfase em hanseníase e tuberculose.

Descrição: Realizar investigação científica da situação de saúde da população especialmente frente às doenças endêmicas como a hanseníase e tuberculose, através de indicadores epidemiológicos, operacionais, clínicos e sociais considerando as políticas e práticas de saúde e a organização dos serviços de saúde. Contribuindo, desta forma, para a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos, em sintonia com os fundamentos da promoção da saúde e com os princípios do SUS.

Epidemiologia de doença negligenciada: comportamento espacial e temporal da incidência da tuberculose no Estado do Paraná – Chamada 04/2013 PPSUS – Fundação Araucária-PR / SESA-PR / MS-Decit/ CNPq.

Descrição: A tuberculose (TB) é uma doença milenar e persistente, atualmente é curável e o tratamento é viabilizado pelo Sistema Único de Saúde e ainda assim, representa um grave problema de saúde pública mundial. No Brasil, os índices são elevados, no qual ocupa a 22ª posição entre os 22 países com maior carga da doença, juntamente com o Estado do Paraná que também apresenta altos índices. Diante desses fatos, este estudo tem como objetivo avaliar o comportamento do coeficiente de incidência segundo variação espacial e temporal nos municípios do Estado do Paraná no período de 2000 a 2012; analisar as características sociodemográficas e clínico-epidemiológica dos casos de TB notificados; analisar a tendência dos coeficientes de incidência e da taxa de cura da TB segundo regiões e municípios e; verificar a presença de correlação entre os coeficientes de incidência e as variáveis: condição socioeconômica, percentual de cobertura de equipes de saúde, coinfecção TB/HIV, modelo de atenção a TB segundo os municípios e diferentes variáveis dos municípios analisados. O método utilizado será um estudo ecológico de corte transversal e série temporal utilizando técnicas de análise espacial, com dados secundários referentes aos casos de TB de todas as formas clínicas notificados no Estado no período de 2000 a 2012. A análise das variáveis será por estatística descritiva, com auxílio do software Statistic 12.0. Para a análise espacial, os dados obtidos serão processados através do software Quantum (QGIS) e SIG aberto com R package. Este projeto foi submetido ao comitê de ética da Unioeste. Espera-se com este estudo, informações relevantes que possam contribuir para aprimorar a compreensão das razões que levam à persistência da tuberculose como um importante problema de saúde pública no País, além de gerar análises e reflexões para impulsionar o debate e qualificar as ações de redução do impacto da tuberculose no Brasil.

Capacitação de trabalhadores da atenção básica à saúde para o uso da tecnologia GeneXpert® para o diagnóstico e acompanhamento dos doentes de tuberculose nos municípios da 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu.

Descrição: Trata-se de um projeto híbrido – Pesquisa e Extensão, com o objetivo de realizar educação em serviço visando o controle da tuberculose, envolvendo profissionais das Unidades de Atenção Básica à Saúde com enfoque na tecnologia de diagnóstico GeneXpert® (teste rápido) e acompanhamento das famílias com pessoas que apresentam diagnóstico de tuberculose, envolvendo nove municípios do Oeste do Paraná. Quanto o enfoque na pesquisa, o delineamento versa sobre um estudo de coortes entre familiar com pessoas com diagnóstico de tuberculose por meio do teste molecular GeneXpert® e baciloscopia de escarro.

Prevalência do Aleitamento Materno e Práticas Alimentares no primeiro ano de vida no município de Foz do Iguaçu/PR.

Descrição: Pesquisa quantitativa com estudo de corte transversal e tendo como população crianças menores de 01 ano de idade residentes no município de Foz do Iguaçu/PR, que frequentarem as unidades de saúde do município no período de abril e maio/2012. A amostra por conglomerados (UBS) para garantir a representatividade de toda a população. A amostragem será de 900 crianças divididas em 18 UBS. O instrumento a ser utilizado é do tipo objetivo fechado e quantitativo, com questões sobre o consumo, nas últimas 24 horas, de leite materno, outros tipos de leite e outros alimentos seguindo as recomendações da OMS para levantamentos de dados sobre a amamentação. Para digitação dos dados será utilizado um aplicativo on line desenvolvido pelo Instituto de Saúde/SES/SP. A análise dos dados seguirá o conjunto de indicadores propostos pela OMS (2002), para avaliar as práticas de alimentação infantil. Espera-se com a pesquisa conhecer o perfil do aleitamento materno e práticas alimentares de forma abrangente para direcionar a Política de Aleitamento Materno no município. Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde – Vigilância Epidemiológica (SISVAN) em conjunto com docentes do Curso de Enfermagem da UNIOESTE – Foz do Iguaçu. Período – 2011-2013.

Partos Prematuros em Foz do Iguaçu/PR: uma análise epidemiológica de 2000 a 2011.

Descrição: A prematuridade representa a causa mais freqüente de morbidade neonatal, e é decorrente de circunstâncias diversas e imprevisíveis, em todos os lugares e classes sociais. Vários fatores podem desencadear um parto prematuro, como, idade, raça, drogadição, fatores socioeconômicos, entre outros. No Brasil, como em outros países, a incidência de parto pré-termo é variável. Neste trabalho, objetivamos quantificar os partos prematuros ocorridos em Foz do Iguaçu/ PR, além de traçar o perfil sócio-demográfico das gestantes que tiveram parto pré-termo e a sobrevida no período de um ano dos recém nascidos prematuros, no período de 2000 a 2011. Este é um estudo do tipo transversal que utilizará dados obtidos através de pesquisa no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc), obtidos na Secretaria de Vigilância em Saúde do município e consultas na home-page do DATASUS. Este trabalho pretende agregar informações importantes que ajudem na orientação e prevenção do parto prematuro na rede municipal de saúde, objetivando reduzir a incidência da prematuridade através de ações desenvolvidas junto as equipes do Programa Saúde da Família.

Incidência do Aleitamento Materno em Mães paraguaias que utilizam o Sistema Único de Saúde numa cidade fronteiriça.

Descrição: Pesquisa vinculada ao Grupo de Pesquisa em Saude Coletiva (GPSC). O objetivo deste trabalho é identificar a incidência do aleitamento materno praticado por mães paraguaias que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Foz do Iguaçu. Este será um estudo de corte transversal, a população consistirá de mães paraguaias de crianças menores de 01 ano que freqüentarem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Foz do Iguaçu, PR, no segundo semestre de 2013. O instrumento de coleta é fechado e quantitativo, com questões sobre o consumo, nas últimas 24 horas, de leite materno, outros tipos de leite e outros alimentos. As entrevistas serão realizadas com as mães e será garantido o sigilo e a autonomia das mesmas respeitando as decisões das mães quanto a aceitação ou não de participarem da pesquisa, que obedece as determinações estabelecidas pela Resolução n0 196/96 ? CNS – Ministério da Saúde, sendo que o presente projeto já foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Unioeste, sob parecer número 1383/2011. As taxas de aleitamento materno exclusivo costumam ser bem mais baixas que as taxas de aleitamento materno em geral, declinando rapidamente já nos primeiros dias pós-parto, espera-se identificar a incidência do aleitamento materno, através de brasiguaias que se utilizam do SUS no Brasil, para orientar a incrementar as políticas públicas relacionadas a saúde materno-infantil em municípios de fronteira, como Foz do Iguaçu, onde a distribuição de verba é baseada no número da população brasileira feminina, e no entanto, o número de atendimentos tende a ser maior por causa dos países circunvizinhos, como o Paraguai.

Gestação e Óbitos infantis no município de Foz do Iguaçu/PR.

Descrição: Pesquisa vinculada ao Grupo de Pesquisa em Saude Coletiva (GPSC). O estudo da gestação e da mortalidade infantil constitui um importante indicador de saúde e de desenvolvimento social, condicionado ás condições sociais e econômicas da população. O objetivo deste trabalho é quantificar/qualificar os óbitos ocorridos na rede de saúde de Foz do Iguaçu/PR e identificar as principais causas destes, no período de 2000 a 2011. Trata-se de um estudo do tipo transversal, a ser realizado através da coleta de dados do SIM, SINASC, na cidade de Foz do Iguaçu. Este estudo será realizado respeitando as normas da Resolução 466/12 de competência do Conselho Nacional de Saúde (CNS) do Ministério da Saúde (BRASIL, 1996). Espera-se que após a analise dos dados relacionados a tematica ocorridos no município, possamos incrementar as políticas públicas relacionadas a gestação e o óbito infantil em Foz do Iguaçu.